11

Hoje é o Dia do Curinga

o-dia-do-curinga

Eu já perdi a conta de quantas vezes li O Dia do Curinga, de Jostein Gaarder (aquele que todo mundo conhece por O Mundo de Sofia), tanto que esse é o meu livro favorito da vida – em breve vou publicar aqui meu Top5, pra vocês saberem um pouco mais sobre meu gosto literário que é bastante eclético. Mas esse livro, que é classificado como infanto-juvenil caiu nas minhas mãos quando eu já tinha 19 anos, mas eu achei ele tão lindo e acho que ele é tão lição de vida, que acho muito limitador alguém dar uma classificação dessas e furtar a tantos adultos a possibilidade de ter esse livro em mãos.

Começamos lendo a história de Hans-Thomas e seu pai, que cruzam a Europa, da Noruega até a Grécia, em busca da mãe/esposa que os abandonou oito anos antes. No meio da viagem, um mini-livro misterioso cai nas mãos de Hans e a partir dali começa uma narrativa paralela: náufragos em ilhas, maldições de família e cartas de baralho que ao longo dos anos ganham vida. O livrinho transforma a viagem de Hans-Thomas num verdadeiro mergulho na sua própria história, ao passo que as pausas para fumar do pai viram a iniciação à filosofia do garoto, já que o pai é um filósofo amador, apaixonado pelos mistérios da vida e do universo, numa constante busca por conhecimento.

Baralho - O dai do Curinga Josteein Gaarder

E na ilha onde se passa a trama do livrinho o tempo corre num calendário muito particular, contado pelas cartas do baralho do naufrágo. Onde cada carta do baralho tem sua própria semana, e apenas o coringa (ai, ai, me dá um nervoso esse coringa do título escrito com U, ainda que em português se aceite as duas formas), tem um único dia, que só acontece uma vez a cada quatro anos, o dia 29 de fevereiro. E por mais que fosse considerado por todos os outros membros do baralho como o bobo-da-corte, ele era o mais lúcido de todos e que mais percebia tudo que acontecia de fato ao seu redor.

 

Hoje, como é o Dia do Coringa, é um dia de cada um de nós parar pra pensar e refletir sobre tudo que acontece na nossa vida, no mundo em que vivemos, na nossa sociedade e, principalmente, o que estamos dispostos a fazer para encará-la e modificá-la. Cabe a cada um de nós fazer um mundo melhor. Ser gado e aceitar aquilo que nos é imposto é sempre o caminho mais fácil, mais tranquilo e que não dá trabalho. Ser cônscio, ser capaz de perceber o mundo ao seu redor é doído, é complexo, sai fumacinha dá cabeça, mas vale a pena. O resultado é sempre recompensador, porque quando você olha pra trás, você ao menos vê que não foi daqueles que disse amém pra tudo que colocaram na sua frente. E ser um coringa cabe só a você. A escolha é sua: tomar a deliciosa bebida púrpura ou ficar sóbrio e ser o coringa. 😉

curinga

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (5 votes cast)
Hoje é o Dia do Curinga, 5.0 out of 5 based on 5 ratings
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Se você gostou desse post deixe um comentário ou assine o feed RSS para ter todo conteúdo no seu leitor de feeds favorito ou receber por email.

tayra

Eu sou daquelas que assobia, chupa cana, bate palma e rebola ao mesmo tempo. A que queria ser ginasta e acabou bailarina, a que estudou História e Jornalismo, mas virou publicitária de pé quebrado. Eu tenho sede de mundo, de viver, de saber… “A vida é hoje, o sol é sempre, se já conheço eu quero é mais…” (Milton Nascimento)

More PostsWebsiteTwitterFacebook

 

Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home4/panthro/public_html/livrese/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273